Pensando sobre cultura animal a partir de A Vida das Abelhas

Júlia Fregni Lins

Resumo


As áreas de Antropologia e Etologia, quando se cruzam tendem a faiscar em debates difíceis de ultrapassar. Contudo, proponho, no presente artigo, discutir o conceito de Cultura Animal na visão antropológica, interseccionando a discussão com a área da Etologia, estudo ao comportamento dos animais, e da Literatura, utilizando como base a obra A Vida das Abelhas, de Maurice Maeterlinck. Busco demonstrar, a partir de exemplos empíricos, inicialmente encontrados em abelhas, a existência observável de traços do que poderíamos nominar de Cultura Animal, e como podemos, a partir daqui, avançar o debate e trazer cada vez mais a Antropologia para perto da noção de cultura em sociedades animais.

PALAVRAS-CHAVE: Antropologia; Etologia; Cultura Animal


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.