Dois Ou Três Objetos De Ação Distópica

Guilherme José da Silva e Sá

Resumo


Este texto é elaborado em torno de dois objetos prosaicos - dois lápis - cuja materialidade deve ser consumida. Ao considerar que é somente através de associações de uso e consumo que estes objetos revelam suas realidades, parti desses dois casos concretos a fim de demonstrar como - por meio do que denominei “ação distópica” - portam agenciamentos políticos  por vezes olvidados pela antropologia da técnica contemporânea. Mais do que repensar o “humano” como um produto genérico, cabe então seguir os rastros dos sujeitos (objetos) políticos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.